A Realeza de Cristo e a ideia de uma sociedade tradicional

A Realeza de Cristo e a ideia de uma sociedade tradicional

"A doutrina da realeza social de Cristo vem lembrar aos homens uma lição perene: de que a política e o universo das instituições sociais são meios importantíssimos para que o homem alcance seu fim e, assim, atinja a sua perfeição espiritual transcendente. Desta maneira, a política, em sua faceta teórica e prática, ordena-se ao fim último que é a salvação espiritual do homem. Deve esta nobre atividade de governo e comando estar a serviço da realização integral da pessoa humana.

 

Uma política desconectada da metafísica é uma falsificação e um desvio. Além disso, recorda aos povos, anestesiados e iludidos pelos cantos de sereia das diversas modalidades de humanismo secular e imanentista, a primazia de Deus e a centralidade do Deus feito homem em Jesus Cristo no universo. O Reino de Cristo e do Pai celeste é o centro e a finalidade última da caminhada terrestre."

 

Este trecho da introdução apresenta o cerne do novo livro de Cesar Ranquetat: A Realeza de Cristo e a ideia de uma sociedade tradicional. O autor faz uma análise das teorias e documentos sobre o tema à luz da antropologia e da sociologia.

 

O livro está dividido nos seguintes capítulos:

 

- A doutrina tradicional das duas espadas

- A realeza social e espiritual de Cristo

- O laicismo estatal e o secularismo como ideologias políticas modernas

- O sentido antropológico e metafísico da Realeza de Cristo

- A ideia de uma sociedade tradicional

 

 

Para os interessados nos temas de religião, tradicionalismo, cristianismo e antropologia, este livro é, certamente, uma excelente leitura.

 

    R$ 45,00Price